Estações da Alma e/ou da Vida…

Há alguns anos atrás, ouvi uma música que me tocou profundamente… Estações da Alma! Como se não bastasse o título, que muito me seduziu, pois adoro pensar nas múltiplas possibilidades da alma e no seu vai-e-vem pelas estações da vida, a mensagem é belíssima, e o CD, simplesmente, maravilhoso.

Recomeçar… Renascer… Recomeçando sempre!

É tempo de aprender… Primavera de emoções!

É tempo de sorrir… Verão nos corações!

Tempo de armazenar… Outono semeia ilusões!

Chega o inverno… Dor bendita que reconduz ao caminho da humildade!

Em síntese, é o que me diz a música. Mas o semear ilusões é ira além da realidade, é me permitir viajar pelos caminhos dos sonhos, da fantasia e de tantas ilusões que foram guiando-me como a quem norteia um barco num mar em fúria… Complicado? Nem tanto. Apenas uma realidade a mais a ser  experenciada nessa vida de eterno recomeçar… Sempre é tempo pra tudo, acredite! E recomece quantas vezes forem necessárias, pois alguém já disse que o tempo é senhor de todas as coisas, mas Deus é o Senhor dos Tempos! Portanto, creia e siga em frente…

De volta à música, Estações da Alma, é de autoria de Ana Cláudia Bittencourt, e como ela mesma diz… “A música espírita é antes de tudo um bálsamo consolador para os corações.”

Hoje, vejo o Padre Fábio de Melo a cantar As Estações da Vida, como se da alma não as fossem, mas igualmente belíssima…

“…Vida, tua cor colore o céu
Vida, teu calor acende a luz
Tece a melodia e deixa o teu sinal, onde o vento canta ao sol
Sombras se dissipam e se vão quando se demonstra o teu poder
Alma do universo, expressão de Deus, digo sim ao teu querer
Mesmo que hajam forças contra ti sempre nascerão as estações
Incansável luta, não te cansarás eu sei que sobreviverás…”

Não sou crítica musical, apenas  gosto da boa música e comento o que me sensibiliza… E a você, o que lhe toca o ♥? Em que estação está a caminhar, no momento?

Está achando que sou curiosa, é?

Sou não… Sou apenas mais uma pessoa interessada por você, visse!

Sejamos o melhor de nós mesmo, independentemente da Estação que nos encontrarmos, pois a vida é pra ser vivida…

E como diria Gonzaguinha… Viver e não ter a vergonha de ser feliz!

Sejamos…

Anúncios

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Gil Gavioli
    out 27, 2010 @ 15:04:49

    Como sempre, muito bonito o texto: “Esperando você chegar”. Eu, em particular, já encontrei a outra metade e sinto-me muito feliz. Chegará o seu momento do encontro ou reencontro.
    Carinhos

    Responder

  2. gracaceia
    out 27, 2010 @ 19:28:42

    Gil…
    Fico feliz por você, mas eu, particularmente, não gosto dessa idéia de encontrar minha outra metade, até porque quero uma pessoa inteira, e não metade dela, visse mocinho mineirim… Desculpa, mas não resisto a fazer uma gracinha! Rs
    Brincadeiras à parte, conte sempre comigo, se preciso for, pra manter a chama do amor acesa de tal modo que todas as conexões se encaixem em perfeito estado de equilíbrio… Te amo, amigo, e só quero o seu bem. Com ou sem metade…
    Amado, você me deu uma boa idéia sobre assuntos a serem alinhavados… Brigadinhu!
    Beijos meus pros dois inteiros… ♥
    ……. Nada de Metades! …….

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: