Tecendo o mar…

Imagem

Senti-me, imensamente, inspirada ao ver essa obra de arte de Alex Alemany… Belíssima!

Vez por outra fico tecendo o mar
Alinhavando pensamentos e emoções
e, na medida do possível, construindo sonhos…
É o que sei e gosto de fazer.
É um aprendizado.
É minha vida.
Sou eu!

Anúncios

Um dia de outono…

Está fazendo um dia lindo de outono.

A praia estava cheia de um vento bom, de uma liberdade. E eu estava só. E naqueles momentos não precisava de ninguém.

Preciso aprender a não precisar de ninguém. É difícil, porque preciso repartir com alguém o que sinto.

O mar estava calmo. Eu também. Mas à espreita, em suspeita. Como se essa calma não pudesse durar.

Algo está sempre por acontecer. O imprevisto me fascina.

Clarice Lispector

 * * * ♥ * * *

Há momentos que não precisamos de ninguém, há outros tantos que o que mais desejamos é estar com alguém.

Não um alguém qualquer, mas um que nos aquiete a alma e faça-nos sentir, qual vento bailando nas ondas do mar, como é prazeroso esse vai e vem das ondas… Doce calmaria!

Às vezes preciso de um vento mais forte, daqueles que balançam não só os coqueiros, mas que retorcem até pensamentos… Acorda coração!

Haja sensações… Haja ventos… Haja amor pra nos enlaçar!

Como diria Jobim, doce é sonhar é pensar que você gosta de mim como eu de você