Saudade…

Qual folha ao vento, vou flanando…

Há incertezas…

Há amor!

Anúncios

Única Razão…

 

E por falar em saudades… Onde anda você?

Razão do meu viver e que me deu vida por tão breve tempo… Por quê?

Agora estou a me perguntar qual será minha única razão? Não sei, mas ainda hei de encontrá-la…

Posso não saber, mas meu amigo Jaak Bosmans soube muitíssimo bem definir essa única razão através dos seus poemagens.

E hoje, num misto de tristeza e saudade, deixo o meu mais terno carinho pra esse amigo que, mesmo sendo virtual, soube transcender essa temporalidade espacial…

A magia das palavras tocou-me a alma e o trouxe pra vida real através de sua arte… Brigadinhu, poeta!

Trilogia… Vazio! Saudade! Presença!

Acordei pensando no vazio. Vazio este deixado por alguém que muito amamos e que por egoísmo queremos sempre junto a nós…

Muitos jamais serão preenchidos, pois há pessoas que ocupam todo o espaço e ao partir deixa-o inundado de tanta energia, que não haverá quem a transforme em etérea…

Outros ocupam o espaço do momento, e no instante em que partem levam consigo a transitoriedade de qualquer sentimento, por maior que pareciam ser nada foi que abalizasse território…

Há os que partem pra pátria espiritual… Há os que partem em busca de novos rumos… Há os que partem de uma casa para outra, de uma cidade pra outra, de um país pra outro. Querendo ou não, gostando ou não, um dia todos seremos viajantes no tempo e levaremos e/ou deixaremos saudades…

Hoje me encontro assim… Cheinha de Saudades!

Venha ao meu encontro… Ou irei eu ao seu?

De tantas dúvidas, a única certeza é a de que o tempo de Deus não é o nosso tempo…

Em meio a tantos sentimentos, fiquei imaginando como seria a sua visita… O quão agradável nos é a presença de alguém em nossas vidas!

Sonhei…

A realidade é bem outra… Deparei-me com essa foto, contendo a seguinte mensagem: “Um presente construído por mim e dedicado a você com todo carinho.”

Há amigos que nos surpreendem quando menos esperamos… Você é um deles, Gil!

Ah, esse presente não só encheu como transbordou de felicidade todo o seu ser… Brigadinhu pela sua presença em minha vida!

Vazio?

Que nada… Estou plena!